Unitec marca presença no Interleite Sul 2019, em Chapecó

  • 15/05/2019
  • 0 Comentário(s)

Unitec marca presença no Interleite Sul 2019, em Chapecó

Na última semana, um grupo de associados da Unitec esteve participando do Interleite Sul 2019, em Chapecó – SC. O evento, considerado um dos mais importantes do setor, debateu sobre o futuro do leite. ‘Qual será o próximo salto do leite’ norteou as discussões. A Região Sul produz mais leite do que a Argentina. Mas, em 2000, produzia a metade. Um crescimento consistente, tornando-se uma alternativa econômica para propriedades familiares. Porém, de onde virá o próximo salto? Como o Sul manterá o crescimento e o que precisa ser feito? O Interleite Sul 2019 objetivou responder a essas questões que fazem parte do futuro: automação, terceirização, parcerias, diferenciação, escala, e sistemas de produção que aproveitam ao máximo a propriedade com sustentabilidade.

O evento foi realizado no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, nos dias 8 e 9 de maio. No primeiro dia, ocorreu o painel ‘Economia e Mercado’, que abordou tendências de curto e médio prazo para o setor leiteiro no Brasil, com Valter Galan, da MilkPoint Mercado. O tema Leite 4.0: o que virá pela frente e que você precisa saber foi abordado por Laerte Cassoli, da EsalqLab; efeitos da adoção de tecnologia na dinâmica dos produtores de leite no Brasil por André Rozemberg Peixoto Simões, da UEMS; e o que o consumidor pensa sobre o leite? Entendendo o comportamento do nosso cliente, por Bárbara Bernardes, da Fazenda Casa do Leite, Lagoa da Prata - MG.

O segundo painel do dia tratou de ‘Estratégias de negócio para viabilizar o produtor de leite familiar’, que contou com a abordagem dos desafios e oportunidades para o produtor de leite familiar: exemplos aplicados de sucesso, com Wagner Beskow, da Transpondo, e Odirlei Bombana, produtor; o que mudou na minha propriedade com o uso da ordenha robótica?, com Tiago Michelon, da Granja Michelon, de Vespasiano. Seguindo, Sistema de Ordenha Voluntário – Panorama Mundial, Benefícios e Desafios, com Alexandre Toloi, Gerente de Projetos DeLaval; e gerenciando a propriedade familiar como um negócio, com Jairo Bonatto e Loreci Bonatto, produtores de leite.

O terceiro painel tratou de ‘Especialização com tecnologia, gestão e terceirização, sobre o que os melhores produtores de silagem estão fazendo?’. Após apresentado, aplicando os conceitos técnicos na prática para desempenho superior foi assunto tratado por Igor Quirrenback de Carvalho, pesquisador da G12AAGRO, de Guarapuava – PR; e obtendo resultados de excelência na produção familiar, com Mariele Stockler, do Sítio São Sebastião, de Castro – PR. Aspectos Importantes e Avanços Tecnológicos para Produção de Silagem de Milho com Volume e Qualidade, com Robson Fernando de Paula, gerente técnico, Pioneer, e Sítio Ipê – A Evolução através do tempo e do conhecimento, com Anildo José Surdi, produtor de leite, Erval Velho – SC.

No segundo dia de evento, tiveram sequência os painéis, com ‘Otimizando o investimento na propriedade leiteira para ganhar dinheiro’. Após apresentado, foi tratado sobre como investir com resultado econômico no leite, com Juliano Alarcon, o ‘Dr. Pastagem’, de Francisco Beltrão - PR. Na sequência, implantando o compost barn com sucesso foi o tema trazido por Élido José Ortigara, produtor de leite de Taquaruçu do Sul. De 90 para 800 litros com pastagens melhoradas quem trouxe foi o produtor de leite Idemar Dalberto, de Nova Prata do Iguaçu – PR.

Após a apresentação do quinto painel, ‘Conforto e bem-estar animal: é hora de prestar atenção!’, o tema bem-estar animal na prática da sua propriedade foi abordado por Lívia Carolina Magalhães Silva, consultora em bem-estar animal de Uberaba – MG, e bem-estar animal e resultados na produção e rentabilidade da propriedade foi trazido por Douglas Erig, da Fazenda Agropecuária Silva Erig, de Victor Graeff.

Aplicação de tecnologia para maximizar o resultado na propriedade leiteira foi o assunto apresentado por Marjori Ghellar, da Fazenda Bom Sucesso, de São Marcos. E o sexto e último painel do evento, ‘Um olhar sobre o novo’ trouxe explanações sobre o Projeto Terra do Leite – somando esforços e competências para a produção profissional de leite, com José Rezende, de São Gotardo - MG. Shredlage - Tudo pela vaca! Um novo conceito de produção de silagem foi abordado por Luis Scheeren, da Claas; o leite como negócio: o projeto da Sapé Agropastoril foi apresentado por Artur Henrique Leite Falcette, Diretor Executivo da Sapé Agro.

Emerson De Bastiani, da Copacol, de Cafelândia – PR, explanou sobre Copacol: integração como forma de viabilização do produtor familiar e da agroindústria láctea; e um raio X dos novos investimentos no setor lácteo: quais são, características, localização e o racional que norteia os projetos foi trazido por Marcelo Pereira de Carvalho, CEO da AgriPoint.

Depois de momentos de debate e perguntas, o evento foi encerrado. Para o presidente da Unitec, Marcelino Colla, que também é consultor do Programa Juntos para Competir – projeto Pisa, o evento foi de extrema importância para os participantes, pois debateu temas que vão ao encontro das necessidades que surgem neste setor e trouxe abordagens de profissionais da área. Da Unitec, além do presidente Colla, participaram os associados Cristian Tischer, Enderli Viana, Patrícia Simon, Simone Hartmann, Patrícia Juswiak, Dieison Schvan, Gilmar Rhoden e Francisco Bonapaz Junior.

Fonte: Assessoria de comunicação Unitec - Jaqueline Peripolli ¦ Jornalista

Foto: Divulgação

0 Comentários


Deixe seu comentário


Aplicativos


Locutor no Ar

Programação Vera Cruz

Programação Automática

Peça Sua Música

Whatsapp 55 9 8436 2335


Anunciantes